Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O que faz falta é animar a malta

por Rui Passos Rocha, em 08.07.13

Consta que, no tempo das Guerras Púnicas, o senador romano Marco Porcio Catone - Catão para nós, que somos bem mais musicais - terminava sempre os seus discursos assim: "De resto, proponho que Cartago seja destruída". Não querendo comparar os dois impérios, o Romano daquele tempo com o que hoje vai mais coisa menos coisa de Freixo de Espada à Cinta a Odeceixe, até porque aquele foi quase conquistado por Aníbal e no nosso nem vê-lo, parece-me que as pré-férias parlamentares em Portugal podiam ser bem mais animadas se, no rescaldo do acto de dissimulação, um deputado, por exemplo Jerónimo de Sousa, terminasse os seus discursos dizendo: "De resto, proponho que Paulo Portas seja aplaudido em pé durante os próximos cinco minutos por todas os deputados presentes". Ou, sendo mais realista: "De resto, portanto, proponho que Paulo Portas seja, portanto, aplaudido em pé durante, portanto, os próximos cinco minutos por, portanto, todos os deputados presentes".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:41


1 comentário

De Cuca, a Pirata a 08.07.2013 às 21:42

Legisla e sofre de hiperatividade...

Comentar post






Pesquisar

Pesquisar no Blog