Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O nosso correspondente em Portugal

por Frederico V Gama, em 07.07.13

Enquanto os meus companheiros de blogue emigraram para Praia de Mira, eu acompanho a Pátria. O essencial sobre o assunto (10 milhões de habitantes incluindo 6 milhões de marcianos e um bom punhado de fãs de Tony Carreira), de resto, já foi dito e não há muito mais a acrescentar. Se o Presidente da República aceitar esta proposta, António José Seguro salva-se e Arménio Carlos tem a vida facilitada. O povo da rua vai continuar a ser ouvido pelas televisões a pedir eleições antecipadas, e os comentadores continuarão a exercitar-se porque é preciso ganhar audiências e salvar o emprego enquanto os portugueses começam a ficar abalados nas suas inabaláveis e irrevogáveis convicções e partem para a praia. Fazer transitar Portas para a primeira linha é um ganho de substância porque é alguém que vai explicar as tarefas do governo sem colocar os advérbios antes dos complementos directos enquanto os marcianos procuram a frase seguinte. Entretanto, o PSD, como lhe compete, transforma-se no partido do táxi.  

Em suma, a oportunidade de saber como se salva o país no entender de Seguro, Soares, Catarina Martins, Isabel Moreira e Arménio Carlos, pode ficar adiada. Não sei se é uma boa notícia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:10






Pesquisar

Pesquisar no Blog