Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Parto sem dor

por Bruno Vieira Amaral, em 19.04.13

Criar um blog em 2013 é um exercício tão anacrónico que pode facilmente passar por uma extravagância aristocrática, como viajar de comboio a vapor ou passear pela Baixa de Lisboa a cavalo. Passaram dez anos desde a erupção violenta da blogosfera. Dessa época ainda restam alguns simpáticos exemplares que, por muito que se esforcem para parecer vintage, já não conseguem disfarçar a incompatibilidade entre o meio e a antiguidade. São como um quarentão barrigudo com uma t-shirt dos Rage Against the Machine. A blogosfera que não caiu institucionalizou-se. Os seus autores escrevem em jornais (alguns já escreviam só que ganhavam menos), comentam na televisão e, glória máxima, são deputados da oposição ou membros do Governo. Olham para a blogosfera com aquela condescendência nostálgica de um adulto a recordar as tardes em que faltava à escola para ir roubar disquetes e chocolates ao Pingo Doce. É neste cenário de irrelevância da blogosfera que decidimos criar um blog. Só porque, apesar de todas as mudanças, acreditamos que aqui somos mais livres. Não temos patrões, nem linha editorial, nem essa doença infantil do jornalismo que é “a responsabilidade perante os nossos leitores”. Os leitores que se fodam. Se querem protestar mandem cartas ao Marcelino, à Reis, ao Costa, ao outro Costa, ao Saraiva, ao Santos Guerreiro, ao Ribeiro a ameaçar pomposamente que a partir de agora é que nunca mais compram aquele jornal e a fadistar saudades dos tempos em que o director era outro e os jornalistas tinham coluna vertebral e bigode (por acaso, o nosso Frederico Ventura da Gama é senhor de um magnífico bigode). A vantagem da blogosfera é esta: não negociamos com terroristas. De resto, hoje está um lindo dia de sol e gostamos muito de toda gente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 10:56


4 comentários

De Fernando Melro dos Santos a 19.04.2013 às 13:56

Isto parece-me muito bem, vamos lá ver se não ocorre aqui nenhuma Camilização :D

De Pedro Vieira a 19.04.2013 às 16:34

onde é que se faz like nisto, caralho?

De José Pedro a 24.04.2013 às 19:31

Um começo - e que começo.

De josé a 10.05.2013 às 16:55

lindo... não desfazendo, como é que se faz para ver só os posts do bva?

Comentar post






Pesquisar

Pesquisar no Blog