Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Sobre isto não falou o Obama

por Rui Passos Rocha, em 19.04.13
Toda a gente fala de Boston, mas há dias Lisboa foi palco de uma tragédia bem mais grave. Estou aqui para soar o alarme. O espaço Carpe Diem, sempre atento às várias formas de gozar a vida, realizou um "workshop de suicídio". Não "sobre", "de". Em sessões individuais ou duplas, de 20 minutos, foi explicado aos interessados que o suicídio "é uma morte natural" e uma "forma de libertação", que "distingue" o Homem dos outros animais. Ainda assim, os participantes foram "ajudados" a "cuidar-se", seguindo-se a tese do Werther Effect - de que um suicídio aparatoso pode causar uma onde de suicídios. Afinal, a organização não estava interessada em comprovar a teoria a meio do workshop, até porque seria trabalhoso lavar a sujeira. Foi precisamente para evitar isso que tentou o nó cerebral, relativizando o suicídio e ao mesmo tempo fazendo por preveni-lo. Daí este ter sido um workshop "de" suicídio: um workshop para confundir e fazer remoer. Talvez por isso o pagamento dos 5€ do workshop tivesse de acontecer, obrigatoriamente, "no próprio dia". Não fosse o suicídio tecê-las.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:30






Pesquisar

Pesquisar no Blog